Proibida a revista íntima em presídios da região de Campinas/SP

Proibida a revista íntima em presídios da região de Campinas/SP

A revista íntima corporal foi proibida nas penitenciárias da região de Campinas/SP. A decisão é do juiz de Direito Bruno Paiva Garcia, do Departamento Estadual de Execuções Criminais.

O pedido pela proibição das revistas íntimas foi feito pela Defensoria Pública por meio de ação civil pública. A Fazenda Pública foi condenada a pagar R$ 350 mil em favor do Fundo Estadual de Defesa dos Interesses difusos, por danos morais coletivos. Para o magistrado, o procedimento é vexatório e atenta contra a dignidade da pessoa humana.

Ele explicou na decisão que oscanner corporal, na forma já prevista na legislação estadual, é alternativa segura à revista íntima.

“O Estado pode obrigar o preso a se despir, se for necessário para a segurança do estabelecimento penal, mas não pode fazer o mesmo com o familiar do preso.”

Fonte: Migalhas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *