STF

Autoridades prestam homenagem aos 30 anos da Constituição Federal de 1988

Após solenidade realizada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) na tarde desta quinta-feira (4), autoridades se manifestaram em comemoração aos 30 anos da Constituição de 1988.

Gilmar Mendes, ministro do STF

Este é o mais longo período de normalidade institucional, pelo menos, da vida republicana, o que deve ser reconhecido, honrado e homenageado. Em momentos de muita tensão como esse em que estamos vivendo, em que surgem sugestões de superação da Constituição e em que alguns falam em constituinte, é bom reparar no patrimônio acumulado nesses anos todos e reconhecer o valor intrínseco e extrínseco da Constituição.

Luiz Fux, ministro do STF

Os 30 anos da Constituição representam a emancipação política e jurídica do país. A Constituição de 1988 é uma das constituições mais modernas do mundo. Além de estabelecer toda uma estrutura político-jurídica para a manutenção da ordem democrática, ela, ao mesmo tempo, elegeu valores morais e razões públicas que, no decorrer do tempo, vão colocar o Brasil no mais alto patamar das nações civilizadas do mundo, aproximando o nosso país do que é mais importante na ética, na legitimidade e, acima de tudo, no amor ao bem, à verdade e à justiça.

Luís Roberto Barroso, ministro do STF

A celebração de 30 anos da Constituição em um país da América Latina é, por si, um evento digno de nota. E esta foi uma Constituição que efetivamente conseguiu capturar o processo político e social brasileiro e nos ajudou a fazer uma transição bem-sucedida de um estado autoritário, intolerante, por vezes violento, para uma democracia constitucional. Há muitas razões para celebrar essa data.

Admar Gonzaga, ministro do Tribunal Superior Eleitoral

A comemoração de hoje assume uma importância amplificada quando é feita a partir da Casa de Justiça que é a guardiã e a intérprete da Constituição. Essa comemoração faz com que o STF, com seu dever e atribuição de bem servir ao Brasil, tenha trabalhado de forma a fazer os cidadãos brasileiros se reconhecerem no texto constitucional. E esse ápice sempre se tem não só nas decisões que são proferidas, mas também nas festividades em homenagem à Constituição Federal.

Newton Pereira Ramos Neto, vice-presidente da Ajufe na 1ª Região

O evento é de uma simbologia muito importante, na medida em que constitui uma reafirmação do compromisso brasileiro com a Constituição de 1988 e com a nossa democracia.

Luiz Flávio D’Urso, ex-presidente da OAB de São Paulo e advogado criminalista

O que precisamos é efetivar a Constituição já existente. 30 anos é o período mais longo de plenitude constitucional da nossa história. A OAB sempre esteve presente em todos esses momentos, e nessa cerimônia mais uma vez se fez presente com a palavra da Advocacia na defesa da ordem constitucional e, acima de tudo, na busca da segurança jurídica para que essa ordem se perpetue. Quanto mais pacífico for o povo brasileiro no que diz respeito às questões constitucionais, mais próximos estaremos dessa segurança jurídica e da paz que o nosso povo tanto almeja.

 

Fonte: STF

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *