STF

STF multa União por recurso protelatório

Em seu voto, o relator, ministro Marco Aurélio, destacou que o agravo protocolado é manifestamente inadmissível, e, desta forma, impõe-se a aplicação da multa prevista CPC/15.

“Saliento que a agravante ficou vencida quando do exame do agravo de instrumento pelo Tribunal. Protocolado o extraordinário, foi-lhe negado seguimento. Insistiu, mediante agravo, por mim desprovido. Mesmo diante de decisão proferida pelo Supremo, ainda que no âmbito individual, busca o quarto julgamento por meio deste agravo interno. A sequência revela a automaticidade na interposição de recursos, em prejuízo da sociedade, dos jurisdicionados.”

De acordo com o ministro, a União não suscitou, na origem, o enfrentamento da questão sob a óptica constitucional. A decisão da turma foi unânime, e o acórdão publicado na última quinta-feira, 28.

 

FONTE: Migalhas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *