STJ

Ministro Humberto Martins é homenageado por gestão na Enfam

Ministro Humberto Martins é homenageado por gestão na Enfam

O ministro Humberto Martins, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), foi homenageado nesta terça-feira (13) pelo trabalho realizado como diretor-geral da Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados Ministro Sálvio de Figueiredo Teixeira (Enfam) no biênio 2015-2016.

Na ocasião, o retrato do ministro foi adicionado à galeria de ex-diretores da instituição. Em discurso após a cerimônia, Martins falou sobre a importância da Enfam na formação dos juízes brasileiros.

Ele lembrou o ministro Fernando Gonçalves (diretor da instituição em 2009-2010) para dizer que o posto de diretor-geral da Enfam engrandece a carreira de um magistrado. Sobre sua atuação no cargo, disse que buscou reunir as qualidades dos antecessores.

“Procurei somar a todos esses predicados dos meus antecessores e, juntamente com a equipe que integra a Enfam, dar continuidade às ações de transformação da magistratura brasileira, por meio da educação continuada dos nossos juízes”, declarou.

Antecessores

Humberto Martins destacou realizações de gestões anteriores da Enfam, como a introdução de uma nova filosofia na formação dos magistrados na gestão do ministro João Otávio de Noronha (2013-2015), a inauguração da sede administrativa da Enfam na gestão do ministro Felix Fischer (2010) e a criação de um sistema eletrônico de cursos e projetos de formação na gestão do ministro César Asfor Rocha (2010-2012).

Martins desejou sucesso à administração atual, encabeçada pelos ministros Maria Thereza de Assis Moura e Napoleão Nunes Maia Filho (respectivamente, diretora-geral e vice).

Capacidade de diálogo

A presidente do STJ, ministra Laurita Vaz, elogiou a gestão de Humberto Martins à frente da Enfam e destacou sua capacidade de diálogo, essencial para o desenvolvimento do trabalho de formação e aperfeiçoamento dos juízes em todo o país.

“Tenho certeza de que aqui ficou a sua marca indelével – do humanismo e da harmonia – e de que, dessa gestão, renderam muitos bons frutos para a magistratura brasileira”, afirmou a Laurita Vaz.

A ministra Maria Thereza de Assis Moura elogiou a visão administrativa e institucional de Humberto Martins, sobretudo no fortalecimento da estrutura normativa da Enfam. “Sem essas ações, a presença da Enfam na formação inicial de todos os magistrados recém-ingressos na carreira não seria uma realidade”, disse ela.

Fonte: STJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *